Rodovia Inteligente: uso da telemetria em concessionárias de rodovias

Por Ana Clara Praxedes

O Programa Brasileiro de Concessão de Rodovias começou na década de 90, surgiu como uma nova possibilidade em meio à falta de recursos federais para garantir a manutenção e cuidados das rodovias brasileiras. Com isto, o sistema concede a transferência de um espaço e serviço público à iniciativa privada por um determinado prazo, cabendo às concessionárias  responsabilizar-se pelo trecho recebido, provendo  recuperação, melhoria, manutenção e extensão dos mesmos. 

Engana-se quem pensa que o trabalho das concessionárias é restrito apenas à parte estrutural das rodovias. Além de cuidar do estado de conservação das estradas, com manutenções e obras, uma das partes mais importantes que concerne às empresas é o atendimento ao cliente. 

As concessionárias possuem viaturas que circulam frequentemente pelos trechos, inspecionando o tráfego e dando suporte aos usuários. Também prestam auxílio mecânico, socorro médico, guincho e outros serviços. 

Na busca por mais eficiência operacional, segurança, economia e proteção para o meio ambiente, muitas concessionárias de rodovias optam pelo uso da telemetria veicular para atingir esses objetivos.

A telemetria possibilita  o monitoramento completo dos veículos administrativos e operacionais, como guinchos, carros de inspeção, caminhões, ambulâncias e etc. tal como o comportamento dos condutores. Com isso, cada motorista é identificado por meio de uma chave individual de identificação, que permite saber quem está dirigindo e como está a condução. Alguns parâmetros que podem ser analisados são o excesso de velocidade, aceleração e freada brusca, rotação excessiva, marcha lenta excessiva, excesso de velocidade na chuva e vários outros. 

Essa tecnologia é uma ótima opção para otimizar os processos de resposta aos usuários. Como no caso de solicitação de ajuda, se a concessionária receber uma solicitação, a central é capaz de localizar qual o veículo mais próximo ao local e enviá-lo rapidamente. Além de poder mensurar o tempo em que o atendimento foi feito, para poder otimizar o processo de atendimento ao usuário e ser mais eficiente.

Todos esses parâmetros de condução geram inúmeros benefícios à frota da empresa, como redução de cerca de 20% nos gastos com combustível e redução de riscos de acidentes em mais de 90% dos casos, pois com o controle há uma profissionalização e conscientização por parte dos motoristas.

Outra questão importante é relacionada ao meio ambiente, com a análise dos dados feita de forma correta, é possível controlar e gerir a emissão de gás carbônico na atmosfera. 

Essa tecnologia gera a possibilidade de administrar o tempo de serviço e atendimento em qualquer localização da rodovia. A telemetria é a solução para problemas operacionais e de atendimento de concessionárias de rodovias. 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *